"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina". Cora Coralina


Estudar precisa dedicação, disponibilidade e querer, portanto, não deixe o tempo passar, faça dele um aliado.

Total de visualizações de página

Seguidores

sexta-feira, 30 de março de 2012

Estudos de Biologia CEFET - Conteúdo programático - sistema digestivo

BIOLOGIA
1. CITOLOGIA
1.1. Composição química.
1.2. Organelas.
1.3. Metabolismo celular.
1.4. Núcleo e síntese protéica.
1.5. Mitose.
1.6. Meiose e gametogênese.
2. HISTOLOGIA E ANATOMIA E VEGETAL 2.1. Estrutura, função e fisiologia dos tecidos.
3. SERES VIVOS
3.1. Classificação.
3.2. Vírus e os reinos Monera, Protista, Fungi, Plantae e Animalia.
3.2.1. Características gerais e evolutivas dos grupos.
3.2.2. Principais endemias do Brasil e seu combate.
4. FISIOLOGIA
4.1 - Animal
4.1.1 Sistemas: digestório, respiratório, circulatório, excretor, nervoso, endócrino e reprodutivo.
4.2. Vegetal
4.2.1.Caracterização e função dos órgãos vegetativos.
4.2.2. Nutrição.
4.2.3. Trocas gasosas.
4.2.4. Transporte de seiva.
4.2.5. Hormônio.
5. GENÉTICA
5.1. Monoibridismo e diibridismo.
5.2. Heredogramas.
5.3. Probabilidades.
5.4. Alelos múltiplos.
5.5. Cromossomos sexuais e autossomos
5.5.1 – Herança ligada ao sexo
5.6. Anomalias genéticas na espécie humana.
5.7. Biotecnologia.
6. EVOLUÇÃO
6.1. Origem da vida
6.2. Evidências da evolução.
6.3. Teorias da Evolução.
6.4. Formação de novas espécies.
6.5. A origem da espécie humana.
7. ECOLOGIA 7.1. Conceitos fundamentais.
7.2. Energia e matéria.
7.3. Ecologia de populações.
7.4. Relações ecológicas.
7.5. Desafios ecológicos atuais.

Sistema digestório
 
SISTEMA DIGESTIVO





O Sistema Digestivo é formado pelo tubo digestivo e suas glândulas anexas e tem como função retirar dos alimentos ingeridos os nutriente necessários para o desenvolvimento e a manutenção do organismo, isto é, o tubo digestivo tem a função de transformar alimento em nutrientes e absorvê-lo,mantendo, ao mesmo tempo, uma barreira entre o meio interno e o meio externo do organismo.
Onde ocorre a digestão:
O primeiro passo deste complexo ocorre na boca,onde o alimento é triturado pelos dentes na mastigação e umedecido pela saliva. Nesta região se inicia a digestão, do alimento, processo que se continua no estômago e termina no intestino delgado,onde o alimento é transformado em seus componentes básicos, que são assim absorvidos no intestino grosso há absolvição de água ,e consequentemente as fezes tornam-se semi-sólidas .
O que é digestão?
É o conjunto de reações químicas por meio das substâncias complexas macro moleculares são transformadas em outras mais simples, de moléculas menores.
O tubo digestivo é formado por:
Boca
Faringe
Esôfago
Estômago
Intestino delgado
Intestino grosso
Ânus
As glândulas anexas são formadas por:
Glândulas salivares
Pâncreas
Fígado
Partes do tubo digestivo:
A boca:
É uma cavidade natural, forrada por uma mucosa, que atua como porta de entrada dos alimentos no tubo digestivo. É onde localizam-se os dentes, a língua e desembocam as glândulas salivares.
Primeiras transformações:
São as mecânicas e químicas, necessárias a digestão, a primeira, pela ação dos dentes e da língua, durante a mastigação; Segunda pela atividade enzimática da ptialina (ou amilase salivar) enzima presente na saliva.
Glândulas salivares:
Possuímos três tipos de glândulas salivares: as parótidas ,as submandibulares e as sublinguais. Elas são responsáveis pela produção diária de cerca de um litro e meio de saliva, que, juntamente com a mastigação, realiza a primeira etapa da digestão .
Os alimentos que contêm moléculas de amido (pães, massas, batatas, farinhas, etc.), sob a ação da ptialina, são quebrados em moléculas menores (maltose).
A língua:
É um órgão musculoso revestido por um tecido de várias camadas a apresenta-se presa pela sua extremidade posterior ao osso hióide. Ela participa da mastigação, mantendo o alimento na linha de ação dos dentes, atua na deglutição (ato de engolir), é fundamental para a articulação das palavras e o órgão responsável pela percepção do paladar.
Faringe:
É um tubo oco que liga a boca ao esôfago e também as fossas nasais á laringe. Logo, a faringe é um órgão comum ao sistema digestivo e respiratório.
Durante a deglutição o palato é mole é retraído para cima e a língua empurra o alimento para trás, jogando-o dentro da faringe, que se contrai voluntariamente e projeta o bolo alimentar para o esôfago, nesse momento, a epiglote fecha o orifício de comunicação com a laringe (glote), impedindo a penetração do alimento nas vias respiratórias.
Você sabe como ocorre o engasgo?
Você talvez já tenha percebido que não podemos respirar e engolir ao mesmo tempo. Quando as partículas alimentares entram inadequadamente na laringe, provoca um acesso de tosse cuja a finalidade é expeli-las das vias respiratórias. É o que chamamos de engasgo.
O esôfago:
É um tubo membranoso formado por músculos lisos e involuntários ,que empurram delicadamente o bolo para o estômago por meio de contrações e relaxamentos (movimentos peristálticos).
Podemos concluir que o alimento não cai no estômago diretamente pela ação da gravidade. Se uma pessoa deglutir alguma coisa, mesmo estando de cabeça para baixo, o material deglutido ainda assim será levado ao estômago .
O estômago:
É a parte mais dilatada do sistema digestivo, podemos comportar de dois a quatro litros de alimentos. Sua entrada denomina-se Cárdia ,onde o esôfago se comunica com o estômago e a outra abertura é o Piloro que se comunica com o intestino delgado.
Internamente o sistema o estômago é forrado por uma camada denominada mucosa gástrica, responsável pela produção de muco protetor e onde se alojam as glândulas gástricas, produtoras do suco gástrico, contendo ácido clorídrico e enzimas digestivas (pepsina, renina e lipase gástrica).
Em consequência da secreção de ácido clorídrico, o pH do suco gástrico fica normalmente entre 1.5 e 2.5. A sensação de queimadura que você sente quando vomita ou regurgita alimento é causada pela acidez do suco gástrico em ação sobre membrana não protegidas. Normalmente o muco forma barreira entre o epitélio do estômago e o suco gástrico e impede que o estômago se dirija a si mesmo.
Quimificação é a etapa do processo digestivo que ocorre no estômago.
Intestino delgado:
No intestino delgado a quebra das moléculas alimentares, iniciada na boca e continuada no estômago, é completada, as moléculas alimentares são então absorvidas no sistema digestivo para o sistema circulatório, pelo qual são enviadas às células, nesse órgão, atuam na digestão dos alimentos, o suco gástrico, suco pancreatico e a bile.
Enzimas composta no suco intestinal:
Erepsina- transforma os peptídeos em aminoácidos .
Sacarase- transforma a sacarose
Maltase- transforma a maltose em glicose
Lactase- transforma a lactose em glicose e galactose .
Lipase entérica- transforma os lípidios em ácidos graxos e glicerol.
O suco pancreatico é produzido pelas pâncreas que lança ao duodeno através do canal de Wirsung. As principais enzimas do suco pancreático são:
Tripsina- transforma em aminoácidos os peptídeos e quaisquer proteínas que não tenham sido transformada no estômago.
Amilase pancreática – transforma o amido em maltose
Lipase pancreática- transforma os lipídios em ácidos graxos e glicerol.
Produtos finais da digestão:
Terminada a digestão restam no intestino substâncias mais simples, que constituem os produtos finais do processo no intestino delgado recebem o nome de quilificacão.
Os componentes do quilo são :
*Glicose ,frutose e galactose – resultante da digestão dos carboidratos;
*aminoácidos- resultantes da digestão das proteínas;
*ácidos graxos e glicerol- resultante da digestão dos lipídios.
Os produtos finais da digestão atravessam as paredes do intestino delgado e caem na corrente sanguínea. As vitaminas e sais minerais, então são distribuídos para todas as células do corpo .
Depois que já houve a absorção dos nutrientes ao longo do intestino delgado, o que sobrou do bolo alimentar,(água, detritos, etc.) deve ser enviado para o intestino grosso através dos movimentos peristálticos.
O intestino grosso:
A principal função do intestino grosso é reabsorver água. Suas células epiteliais secretam muco, o qual lubrifica a massa de resíduo alimentar, que vai perdendo água, resta ainda no interior grosso um material não digestivo. Formam-se, então as fezes , que devem ser eliminadas do organismo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário